mulher comendo alimento saudável

Lentes de contato nos dentes: tudo que você precisa saber sobre essa tendência.

13 novembro de 2018

Além da saúde bucal, a estética do sorriso é um dos principais fatores que levam os pacientes a procura de um dentista. Por isso, é comum que a com o avanço da tecnologia e técnicas apareçam cada vez mais soluções práticas e modernas para um sorriso perfeito.

 

Recentemente explicamos as técnicas de clareamento caseiro, mas outro assunto que está ganhando cada vez mais adeptos são as “lentes de contato” nos dentes, principalmente depois da Copa do Mundo em que o jogador da seleção brasileira, Roberto Firmino, ganhou destaque nas redes sociais por seu sorriso. Mas afinal, o que são as lentes de contato nos dentes? O Doutor Marcos Regis explica que são lâminas de facetas de porcelana ou resina coladas sobre a face externa dos dentes e servem para modificar o formato, a cor e até mesmo a posição dos dentes. A técnica pode ser aplicada em diferentes espessuras, chegando a ser extremamente finas, motivo pelo qual as facetas são mais conhecidas como lentes de contato.

 

O método vem ganhando cada vez mais adeptos devido a, entre outros fatores, o uso do dissilicato de lítio como material, já que o mesmo é muito mais resistente do que a porcelana tradicional utilizada em outros tratamentos dentários. Mas ainda há um porém. Contradizendo as informações que podemos encontrar nos principais buscadores e até mesmo através de influenciadores digitais, não são todos os tipos de dentes que podem aplicar as facetas. É necessário que os dentes tenham pouca destruição, naturais e bem hígidos (sem nenhuma patologia). “As lentes podem durar muitos anos, mas tudo dependerá do material utilizado, já que a resina tem menor resistência do que a porcelana, da técnica, da qualidade dos executores tanto profissional como do laboratório, e do uso e manutenção que o paciente dará  as lentes de contato nos dentes”, explica o doutor Marcos.

 

Mesmo parecendo um processo simples, aplicar lentes de contato nos dentes tem muitas contraindicações, sendo difícil citá-las de uma forma breve, mas o Doutor Marcos afirma que algumas delas são “restaurações em dentes muito extensas, recessão gengival muito grande, retração gengival muito grande, doença periodontal, doença gengival, cáries grandes, falta de dentes que a depender do caso necessitará uma reabilitação, por isso, o paciente precisa ponderar se vale à pena aderir às lentes. Pode ser muito mais viável igualar o tratamento dos dentes primeiro antes de aplicar as facetas, já que o tratamento é relativamente conservador. Desgasta pouco o dente, mas desgasta e, por isso, às vezes é melhor aplicar uma faceta de resina diretamente do que aplicar a lente”.

 

O doutor ressalta que a efetividade do trabalho sempre dependerá do estado dos dentes do paciente, principalmente do esmalte dos dentes, pois a adesão dos materiais citados é muito maior ao esmalte do que a dentina. Quanto mais possibilidade houver de aumentar o volume do dente sem precisar desgastar o que já existe, melhor será a adesão. Porém, se por um acaso o dente tem muitas restaurações e já envolvem dentina, será inevitável desgastá-las.

 

Consulte seu dentista para saber se as lentes de contato nos dentes são uma opção e conte com a Orale para o melhor atendimento.

 

Central de Atendimento | 71 3014 8200

Av. Anita Garibaldi, 1133, sl. 1204, Ondina, Salvador/BA. 40.210-903.

 2017 © Orale Planos de Assistência Odontológica. Todos os direitos reservados.

mulher comendo alimento saudável